sexta-feira, 25 de setembro de 2015

A última Bacanal

A última Bacanal

quinta-feira, 24 de setembro de 2015


Por Carlos Maurício Mantiqueira

Na Babilônia do planalto vive-se agora a última bacanal.

Sacerdotes e sacerdotisas de todos os credos se emulam na devassidão.

Sodomitas e gomorrentos se revezam no proscênio de furibunda pantomima.

A plateia, até agora atônita e catatônica, está prestes a reagir.

Da indignação à fúria em pouco tempo.

Os protagonistas ainda não perceberam, por arrogância ou alienação, o desenlace iminente.

Como pavões, exibem suas caudas sem nenhum pudor.

Talvez em breve virem um simples espanador.

Pra tanta gente, haja poste. Ao que hoje escarnece não aproveitará amanhã nenhuma prece.

Amaldiçoados estão até a quinta geração.


gomorrento (alusivo a Gomorra, cidade bíblica destruída pelo fogo dos céus, devido a prática de atos imorais)


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.