quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Eis os motivos do juiz Sérgio Moro ainda não enquadrar Luiz Inácio Lula da Silva.

Eis os motivos do juiz Sérgio Moro ainda não enquadrar Luiz Inácio Lula da Silva.
24/11/2015  Jonah Jameson (Editor-Chefe)

Curitiba, 24 de Novembro de 2015 -  O juiz federal Sérgio Moro já poderia, muito tempo antes de indiciar o pecuarista Josè Carlos Bumlai, ter decretado, no mínimo, uma condução coercitiva para o cidadão comum e ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. O fato é que o juiz federal Sérgio Moro está sendo estritamente muito cuidadoso e criterioso, pois embora afirme que "ainda" (aspas propositais) não tenha provas substanciais do envolvimento do ex-presidente; o juiz sabe que está perto de um desfecho na seguinte frase por ele proferida:

"“A fiar-se nos depoimentos, José Carlos Bumlai teria se servido, por mais de uma vez e de maneira indevida, do nome e autoridade do ex-presidente da República para obter benefícios. Não há nenhuma prova de que o ex-presidente da República estivesse de fato envolvido nesses ilícitos, mas o comportamento recorrente do investigado José Carlos Bumlai levanta o natural receio de que o mesmo nome seja de alguma maneira, mas indevidamente, invocado para obstruir ou para interferir na investigação ou na instrução.”

Em suma... Lula está em pânico!

Mas o juiz federal Sérgio Moro está muito... mas muito preocupado caso venha a ter que decretar uma prisão ou, no mínimo, uma condução coercitiva do ex-presidente.

Conforme fontes de dentro da Polícia Federal em Curitiba; o juiz Sérgio Moro ainda não baixou o martelo por alguns pontos.

1) O efetivo de choque da Polícia Federal não será suficiente para contenção e repressão tendo que assim, TALVEZ, encaminhar um despacho de ordem ao Exército do General Villas-Bôas.

2) Senadores petistas já se reuniram com empresários de redes de televisão com ameaças veladas de não "tocarem em Lula"!

Mas o principal motivo é o terceiro que está mais ligado diretamente ao primeiro que faz o juiz Sérgio Moro hesitar ou aguardar. E esse motivo é:

3) Os grupos terroristas do MST, do MTST e de outras agremiações ligadas ao partido político do governo e de seus aliados políticos promoverem o CONFRONTO com ações típicas de atentados que podem envolver todas as forças de segurança do país em choque até contra a Força Nacional que fica à serviço e ordens do Poder Executivo.

Por esse quesito; o juiz federal Sérgio Moro demonstra responsabilidade de vanguarda.