domingo, 11 de outubro de 2015

Na moda ou na mérdia

Na moda ou na mérdia


Por Carlos Maurício Mantiqueira

Nunca merdandantes na história deste país vimos coisa parecida.

Por aqui, as coisas, pessoas, ministros e escândalos, estão na moda ou na mérdia (ou na mídia? Tanto faz, é quase a mesma coisa).

Ministros com prodigiosos rebentos, lídimos exemplos da excelência da pátria educadora, são destaques só por um dia na imprensa. Tal como no tango de Gardel, Amores de Estudiantes: “Hoy un juramento, manaña una traición!”

Suas carreiras meteóricas nos permitem perguntas metafóricas:

Lobão e lobinho fazem lobby de mansinho ?

Rena anta e renantinha enganam suas patroas, lá onde só há lagoas?

Chupim tem filhote cruel ou era só barriga de aluguel ?

Emílio tem filho ajoelhado no milho ?

Ainda não viram a fúria contra essa gente espúria ?

Algum dia pedalada fez mais sucesso que mulher pelada ?

O cara de mico tenta assobiar e chupar cana; mas se o patrão mandar, chupa qualquer outra coisa. Também com tal salário que lhe importa passar por otário ?

Enquanto isso dona onça se prepara pra comer chouriço.

A porcada está gorda; não vai faltar linguiça (e ela o pelo já eriça) com a maior afronta desta vez. Não bate continência pra oficial chinês.

Se o fizer (coisa temerária) é por que já está com incontinência urinária.

Se esconde atrás das coxias e não segue o exemplo de C.....
Referências inspiradoras - https://pt.wikipedia.org/wiki/Coxia


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.