quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Servidores federais não aguentam mais Dilma Rousseff.

Servidores federais não aguentam mais Dilma Rousseff.

Após INSS e outras categorias entrarem em greve, agora são os professores da UFPR que irão paralisar suas atividades. 
Os professores da UFPR entram em greve a partir da próxima quarta-feira, 12. Servidores técnico-administrativos também estão em greve.CUT-get_img
Nesta terça-feira, 11, acontece assembléia que reúne professores, técnico-administrativos e estudantes. O ato vai debater a educação e a greve nas universidades federais. O encontro está marcado no restaurante universitário da UFPR em Curitiba, às 9 horas.
Além disso, serão debatidas as questões como os cortes da educação, ponto eletrônico e demais demandas como a eleição para a reitoria da UFPR, a paridade e representações nos conselhos. Depois da assembleia, será realizado um ato no pátio da reitoria da UFPR em defesa da educação.
Ontem, o comando nacional de greve dos professores realizou mais uma Marcha em Brasília, para cobrar uma audiência com o governo e pressionar para que as negociações sejam retomadas.