terça-feira, 18 de agosto de 2015

De novo na rua, no meio do povo verde-amarelo

De novo na rua, no meio do povo verde-amarelo


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Sérgio Tasso Vásquez de Aquino

Ontem, pela terceira vez este ano, repetindo o que já fizera em março e abril passados, então na companhia dos meus amigos e correligionários, que comigo formavam a Diretoria da chapa “LIBERDADE E DEMOCRACIA”, que concorreu às últimas eleições no Clube Naval, voltei à Praia de Copacabana, para participar de mais um protesto contra a destruição que o governo do PT e de seus aliados estão impondo ao Estado brasileiro e ao Brasil.

Foi muito boa e estimulante a sensação de pertencer aos 93% da população, que, indignados, repudiam, denunciam  e estão dispostos a enfrentar os crimes de lesa-Pátria, traição, corrupção generalizada e tentativa de alteração totalitária da ordem vigente, para lançar-nos no infortúnio da dominação vermelha, urdido, programado e posto em prática pela camarilha que assumiu o poder em nossa Terra.

Depois de longo sono, finalmente o povo brasileiro acordou e livrou-se do feitiço das mentiras, promessas falsas e pretensos avanços e realizações nos campos econômico e social, com que vem sendo enganado, traído e vendido pela propaganda oficial. O dia a dia e suas agruras, a constatação da incompetência e do primarismo governamentais, o retrocesso brutal que vimos experimentando em educação, saúde, segurança e todos os demais indicadores sócio-econômicos, com ênfase para o desemprego e a inflação crescentes, deram-lhe, finalmente, o choque de realidade de que carecia, para despertar-lhe o espírito de necessária cidadania, para catalisar a imprescindível reação.

De norte a sul, de leste a oeste, em todos os Estados da federação e no Distrito Federal e em mais de 200 cidades, a avalanche de gente  vestida com as cores da Pátria, mais uma vez, tomou e ocupou avenidas, ruas, praças, com suas Bandeiras, seu entusiasmo e sua sede de justiça e de reparação. Sua mensagem, em uníssono, foi clara e objetiva.

O alvo principal é a gigantesca e generalizada corrupção, presente em todas as entranhas e ações do Estado brasileiro atual, sob a égide do PT e asseclas e associados, conforma a cada passo se está verificando, nas inúmeras e variadas investigações em curso. Qualquer setor que passe a ser analisado, exala logo o pútrido resultado do desvio, do mau uso,  da roubalheira, enfim, dos recursos públicos e da criminosa associação público-privada, para saquear o Erário.

Tal estado de coisas não é surpresa para os conhecedores e analistas da cruel e pervertida ideologia que domina os cabecilhas do PT e do governo, pois o comunismo sempre lança mão da mentira, do engano e da corrupção, além da crueldade e da maldade para pavimentar seus caminhos rumo ao poder total e permanente.

Nas faixas e cartazes que portava, nos brados que soltava aos ventos, a multidão mostrava a que vinha: “Fora Dilma!”, ”Fora PT!”,”Fora Renan!”, “Fora Toffoli!”, “Lula na cadeia!”, “Impeachment já!”, “Nossa Bandeira jamais será vermelha!”, “Não ao comunismo!”, “Salve Lava-Jato!”, “Viva Sergio Moro!”. E como era bonito e emocionante o canto do Hino Nacional, entoado em suas duas partes, com todo o respeito e correção de letra e atitude, pelo povo congregado em defesa do Bem, da Justiça, do futuro digno para a Pátria, nossos filho, netos e descendentes pelos tempos afora!

O governo e sua dirigente maior estavam completamente batidos, perdidos, desesperados e sem rumo pelos acontecimentos que se sucedem com agravamento constante, desde o início do ano. O recente apoio oferecido por Renan Calheiros, que se sente ameaçado pelo foco previsível da Lava-Jato, deu-lhes alento na semana que antecedeu os eventos de ontem, ao ponto de permitirem-se a repetição das mentiras de sempre e assistir, sem reação, a insanas bravatas e ameaças irresponsáveis partidas de dirigente da CUT, em cerimônia oficial!

Pela internet, circulou fotografia muito emblemática da reunião de apoiadores da situação, realizada também na semana passada, congregando as figuras conspícuas de José Sarney, Jader Barbalho, Romero Jucá, Renan Calheiros e Michel Temer. Daí e deles retirou o desgoverno estímulo para tentar enfrentar o mar de adversidades com que se debate, em verdade provocado exclusivamente por seus erros, omissões, incompetência administrativa, corrupção associada a perversão ideológica, apoios errados.

Após a manifestação, almocei em restaurante da orla com minha mulher. Depois, fomos à Missa, no horário para nós inusitado das 1600 horas, na Igreja de Nossa Senhora de Copacabana, ainda vestidos de verde e amarelo. Os desígnios de Deus reservavam-nos gratíssima surpresa: pudemos participar da recepção à imagem peregrina de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil, que visitava a paróquia justamente naquela Missa!

Rezamos com muita fé para que a Doce Mãe do Brasil interceda junto a Seu Divino Filho pela salvação da Pátria. Para que sejamos libertados do mal e dos malfeitores que tanto nos oprimem, humilham e envergonham. Para que possamos ser governados por pessoas de Bem, comprometidas com o futuro digno do Brasil e dos seus filhos e honrados patriotas e servidores da justiça, da paz, do direito e da democracia!

Finalmente, em resposta aos arrogantes, levianos e irresponsáveis apátridas que bazofiam chamar “o exército de Stédile” e colocar seguidores “em barricadas, de armas na mão”, para defesa do aparato de poder atual, pedi a Maria Aparecida que, na hora aprazada e se necessário, a exemplo de Sergio Moro e Joaquim Barbosa, que demonstram que há Juízes no Brasil, suscite, nas Forças Armada, a ação de Chefes e Comandantes, Oficiais, marinheiros, soldados e aviadores dispostos a defender o Brasil, a Liberdade e a Democracia entre nós! Deus seja louvado, e assim seja!


Sergio Tasso Vásquez de Aquino é Vice Almirante, reformado