quinta-feira, 10 de março de 2016

Ministério Público de SP pede prisão preventiva de Lula


Lula

Ministério Público de SP pede prisão preventiva de Lula

Ministério Público de SP pede prisão preventiva de Lula

O caso será analisado pela juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo Por Rodrigo Tolotti Umpieres |17h29 | 10­03­2016 SÃO PAULO ­ Após apresentar denúncia contra Luiz Inácio Lula da Silva, sua mulher e seu filho Fábio Luiz Lula da Silva, o Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex ­presidente nesta quinta­ feira (10). Além de Lula também foi pedida a prisão preventiva do ex ­tesoureiro do PT, João Vaccari Neto e do empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, e de outros dois investigados do caso Bancoop. O caso será analisado pela juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo. Ainda não há um dia certo para a Justiça decidir sobre o caso. Lula é acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, crimes que podem render de 3 a 10 anos de prisão e de 1 a 3 anos, respectivamente. Sua mulher, Marisa Letícia, e um dos filhos do casal, Fábio Luis Lula da Silva, também são acusados desses mesmos crimes. Nesta tarde, em entrevista coletiva no Ministério Público de São Paulo, os promotores negaram que a investigação tenha motivação política. "O nosso calendário é judicial, pouco importando se este ou aquele procedimento tenha repercussão política", disse José Carlos Blat, que tocou a apuração junto com os outros dois promotores. Segundo Blat, a apuração é uma continuidade de um caso da Bancoop que ele toca desde 2010 e está em fase final de julgamento. Um dos réus do primeiro caso é o e ­tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso em Curitiba sob acusação de intermediar propinas para o PT em contratos da Petrobras.