segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

TSUNAMI POLÍTICO EM BRASÍLIA … LULA PODE SER PROCESSADO NO MENSALÃO

TSUNAMI POLÍTICO EM BRASÍLIA … LULA PODE SER PROCESSADO NO MENSALÃO

marco auerélioSITE DA VEJA
Mensalão: ministro do STF não descarta reabertura de caso para investigar Lula
‘A notícia é importante e não pode ser desconsiderada’, diz Marco Aurélio Mello, sobre a explicação para o escândalo dada pelo petista a ex-presidente uruguaio: era ‘a única forma de governar o Brasil’
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que é possível reabrir o caso do mensalão diante da revelação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu ter conhecimento do esquema, conforme relato do ex-presidente uruguaio José Mujica revelado em livro. A obra Una Oveja Negra al Poder (Uma ovelha negra no poder, em tradução livre), escrita pelos jornalistas Andrés Danza e Ernesto Tulbovitz com depoimentos de Mujica, narra que, em uma conversa ocorrida em 2010, sobre o escândalo da compra de apoio político no Congresso, o petista teria dito ao presidente uruguaio que aquela era “a única forma de governar o Brasil”.
Pelo Código de Processo Penal, é possível reabrir o caso diante de qualquer fato novo. Caberá ao Ministério Público tomar a iniciativa”, disse Marco Aurélio Melo, um dos onze que julgaram o processo do mensalão. “A notícia é importante e não pode ser desconsiderada. Agora, se Lula sentir-se caluniado, ele pode processar o ex-presidente Mujica”, ponderou o ministro do STF.
Mujica disse também aos autores do livro que “Lula não é um corrupto como [Fernando] Collor de Mello e outros ex-presidentes brasileiros, mas viveu esse episódio [do mensalão] com angústia e um pouco de culpa.”
JORNAL
Segundo o relato, o caso do mensalão veio à tona durante uma reunião feita em Brasília nos primeiros meses de 2010. “Neste mundo tive que lidar com muitas coisas imorais, chantagens”, Lula teria dito ao uruguaio, para em seguida completar: “Essa era a única forma de governar o Brasil”. Mujica afirma que o ex-vice-presidente uruguaio Danilo Astori também estava na sala e ouviu a declaração do petista.
Nesta semana, em entrevista ao El País sobre o lançamento do livro, Mujica classificou de “inexplicáveis” os escândalos de corrupção que ocorrem no Brasil. “A esquerda morre quando a cobiça por dinheiro entra na política. Por que a corrupção prolifera tanto? Parece sensato que pessoas de 60, 70 anos se emporcalhem com uns pesos imundos?”, disse. “É inexplicável o que se passa no Brasil.”