sábado, 23 de abril de 2016

Procurador da Fazenda, Matheus Faria, publica carta aberta ao Ministro do STF, Celso de Mello

Procurador da Fazenda, Matheus Faria, publica carta aberta ao Ministro do STF, Celso de Mello

Segundo seu perfil no Facebook, Matheus Faria é um cidadão em luta pela Liberdade. Autor da ação contra a empresa venezuelana Smartmatic e do impeachment contra o Ministro Toffoli.
Segue a carta:
Excelentíssimo Sr. Celso de Mello, Respeito e admiro profundamente Vossa Excelência.
Contudo, causa espécie o seu estranhamento sobre a retórica, comportamentos e ações do Partido dos Trabalhadores e seus séquitos.
Afinal, não foi Vossa Excelência quem definiu tão bem as práticas perpetradas pelos réus na Ação Penal 470 (Mensalão) cunhando-as de: "Projeto Criminoso de Poder"?
Escapou-lhe, meu querido e sábio decano, da cognição que transcende a mera sindicabilidade jurisdicional à cerca de fatos criminosos, que não há normalidade neste partido dos trabalhadores?
Não lhe foi possível perceber o aparelhamento feito pelo Partido, inclusive no âmbito da própria Corte em que V. Exa. ocupa a cadeira daqueles mais experimentados?
Sei que este sábio juiz já morou no mesmo apartamento que José Dirceu.
Naquele tempo, não presenciou a psicopatia que já era marcante na personalidade do Zé? Afinal, ele não era o líder do clube dos canalhas da turma? Fato este que consta de sua biografia que li.
Sei que o Sr. não era da mesma turma e é isso que o distingue como homem probo,
republicano e que sabe divisar o que é público e o que é privado.
Tenho grande admiração por Vossa Excelência. Aliás, foi lendo os judiciosos votos exarados e as falas sempre impregnadas de sabedoria e acuidade jurídica ímpar, que devo grande parte do que sei sobre o Direito.
A vida, contudo, é um círculo concêntrico em que o Direito é apenas uma parcela.
A vida, neste país, é feita deste sofrimento perpétuo de uma população cativa por um populismo genocida.
É hora, Ministro Celso de Mello, de enxergar a vida além dos livros. É tempo de rememorar os fatos históricos tão bem conhecidos por Vossa Excelência, e construir pontes para o futuro.
O Brasil precisa de você. O país não precisa de heróis. Ele está ávido, sedento por pessoas como você.
Só lhe falta tirar a toga e enxergar a nação como um homem de bem que tem a virtude da empatia e ver as coisas exatamente como elas são.
Sem eufemismos, sem declarações prosaicas de que a democracia ou as instituições estão funcionando.
Quando elas estão, é despiciendo que se fale. Vamos em frente. Una-se ao povo. Aja com a independência que lhe permita prolatar decisões contramajoritárias, como sempre o fez.
No entanto, não troque a vida e o destino de tantas outras vidas por folhas de papel.
O Brasil precisa da coragem e sobriedade do estadista Celso de Mello.
Matheus Faria